Gilberto Silva

ARAGUAÍNA, 23 DE FEVEREIRO DE 2018

Homem usa garras de Wolverine para ameaçar parentes e a polícia - Policiais precisaram usar força para detê-lo

Gilberto Silva - . || 06 de Janeiro de 2017 às 10h50


O homem que foi detido na última quarta-feira (4) após ameaçar um sobrinho, a mulher dele e policiais militares com "garras" feitas de espeto de churrasco, foi solto pouco tempo depois de prestar depoimento na Delagacia de Peruíbe, no litoral de São Paulo. O suspeito, batizado pelos policiais de Wolverine, um famoso personagem dos quadrinhos, disse que estava arrependido da atitude e afirmou que tudo não passou de uma confusão.

Segundo os policiais militares que atenderam a ocorrência no bairro Jardim Brasil, o funileiro Nelson Araújo, de 48 anos, vulgo Wolverine, discutia com o próprio sócio e sobrinho na empresa que ambos possuem na avenida Tancredo Neves, no Jardim Brasil.

Mesmo após a chegada da PM para apaziguar os ânimos, o funileiro continuou nervoso e se negou a entregar suas "garras" aos policiais, que precisaram usar força para detê-lo, inclusive usando algemas.

Araújo foi levado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para realizar o exame de corpo de delito e depois até a Delegacia para formalizar a ocorrência.

Já no local, ele disse aos policiais que lamentava o ocorrido e que estava nervoso com o sobrinho e com a esposa dele, mas a situação seria resolvida. Ele afirmou ainda que estava "muito arrependido de tudo que houve". Apesar das ameaças tanto ao parente, quanto à PM, Araújo foi liberado, mas as "garras" estilo soco inglês continuam apreendidas.

"Garras" tinham cerca de 25 cm (Foto: G1)

wolverine-do-litoral-1

COMPARTILHE

COMENTARIOS

VÍDEOS



+ LIDAS DA SEMANA

Não há dados suficientes para informar quais são as notícias mais lidas.